Exercícios de compassos alternados – 7/8

Neste artigo vamos tratar de um assunto que pode diferenciá-lo dos demais bateristas.

Você sabe o que são os compassos alternados e qual é a importância de dominá-los?

Os compassos alternados são aqueles formados pela união de dois ou mais compassos executados alternadamente.

Os mais utilizados sãos os de 5 e 7 tempos, mas existem muitos outros, porém não tão amplamente utilizados.

Estas fórmulas são amplamente utilizadas por bandas de rock progressivo e fusion pois dão grande complexidade e unicidade às músicas.

Exemplos: 4/4, 3/4 (dando a ideia de 7/4).

 

Objetivo do estudo

Quando estamos tocando em 4/4, em geral não precisamos contar cada beat para saber onde estamos no compasso e, sobretudo, onde está o tempo um. Nós simplesmente sentimos isso. O próprio pulsar do compasso, a sensação orgânica dos tempos fortes e fracos, nos permite identificar tudo isso.

Mas a coisa muda quando estamos tocando em um compasso irregular, como por exemplo 5/4, 5/8 ou 7/8. Nossa falta de familiaridade com essas métricas nos obriga a iniciar uma contagem mental, a qual, em geral, nos rouba toda a naturalidade e desenvoltura no tocar.

Nosso objetivo aqui é aprender a sentir essas métricas complexas, de modo que não tenhamos que ficar pensando muito para tocar e improvisar sobre elas.

Alguns grandes Bateristas tidos como referência por muitos utilizam estas fórmulas com grande facilidade como Neil Peart, Mike Portnoy, Mike Mangini, Matt Halpern e vários outros.

 

Como estudar

Para muitos, iniciar os estudos de compassos alternados é como sair da zona de conforto, sendo assim, estude com muita concentração. Não se esqueça que ao encontrar um professor que possa orientá-lo e desenvolver um programa de estudos sua evolução será ainda maior.

Lembre-se, não tenha pressa, é importante que os exercícios sejam executados com precisão antes da velocidade.

Estude com muita calma e foco, não deixe de acompanhar a partitura e treine com um metrônomo. Entenda bem o exercício antes de sair tocando e depois faça as suas próprias aplicações com os padrões apresentados.

Um bom andamento para iniciar os estudos é entre 60 e 80 BPM, teste e descubra qual é o seu ideal para começar. Após dominar os grooves, vá aumentando o beat de 5 em 5 e depois de 10 em 10.

Abaixo você encontra a partitura dos exercícios.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu